Home / Institucional / Historico CB / Bombeiro Estado

Bombeiro no Parana

Iniciou-se na cidade de Curitiba, no ano 1882, com uma sociedade de bombeiros voluntários. Era a Sociedade Teuto-brasileira de Bombeiros Voluntários e visava satisfazer a necessidade de contemplar a Comunidade com um serviço contra incêndios, de caráter supletivo ao Governo do Estado e Município, os quais, em virtude de escassos recursos financeiros, tinham dificuldade para organizarem o departamento contra o fogo.

Passados vinte e quatro anos, no ano de 1.912, o então presidente da Província do Paraná, Rd Carlos Cavalcanti, apresentou ao Congresso Legislativo do Paraná, um pedido de crédito necessário à criação de um Corpo de Bombeiros na Capital. Organizou-se, assim, pela sanção da Lei n.º 1.133, de 23 de Março de 1912, a tão esperada organização, que tinha equiparados os postos dos seus componentes, na plenitude de direitos, honras, prerrogativas e vantagens, aos equivalentes do Regimento de Segurança que é a atual Polícia Militar do Paraná.


Dia 08 de outubro de 1912 marcou o início das atividades do Corpo de Bombeiros do Paraná, pela leitura da ordem do dia baixada pelo Maj Fabriciano do Rego Barros, primeiro comandante da Corporação.

A constituição inicial tinha caráter rigorosamente militar e a imprescindível autonomia completa. Possuía um Estado-maior, duas Companhias e dois Estado-Menor.

No ano de 1917 foi incorporado à Força Militar como Companhia de Bombeiros (Lei n.º 1.761 - 17/03/1917).

Em 1928 voltou a ser independente, com a constituição de Corpo, por intermédio da Lei
n.º 2.517, de 30/03/1928, passando a ter Estado-maior, Estado-Menor e duas Companhias.

Em 1931 passou novamente a fazer parte da Força Militar como Batalhão Sapadores-bombeiros, para fins militares, tendo porém sua parte administrativa e técnica desvinculada e independente do Comando Geral.


No ano de 1932, o Decreto 134, de 15 de Janeiro do mesmo ano dispôs que a Corporação de Bombeiros passava a ser chamada Corpo de Bombeiros e tinha caráter independente da Força Militar, embora podendo ser empregada em serviços de guerra.

Em 1934, por intermédio do Decreto n.º 86 de 18 de Janeiro, o Governo sujeitou os integrantes do Corpo de Bombeiros à Justiça Militar da Força e reduziu-o a uma companhia, vedando as transferências entre uma Corporação e outra.

Em 1936, passa à administração do município e em 1938 retornou à administração do Estado sendo reincorporado à Polícia Militar com a denominação de Companhia de Bombeiros, porém gozando de autonomia administrativa para aplicação dos meios que lhe
fossem atribuídos no orçamento do Estado.

Em 1953 passou a denominar-se, Corpo de Bombeiros da Polícia Militar do Paraná.


Veja Tambem
Indique esta pagina a um amigo! Preparar para Impressao